SUN SIMIAO – Um dos Grandes Mestres da Medicina Tradicional Chinesa

Tempo de leitura: 4 minutos

Famoso médico da Medicina Tradicional Chinesa, que viveu entre 581 e 682 d.C, durante as dinastias Sui (581–618) e Tang (618–907).

Foi uma criança que teve que aprender a conviver com febres e repetidas infecções durante a infância. Estas doenças levaram a família a perder grande parte de seus recursos financeiros em busca de ajuda. Mas também levou o pequeno Sun Simiao a despertar seu desejo precoce pela medicina. 

Considerado uma criança prodígio, havia dominado os livros clássicos de medicina chinesa por volta dos 20 anos de idade, tornando-se um grande médico praticante. Colaborou no desenvolvimento da medicina nutricional, recomendando aos doentes sob seu cuidado, diversos alimentos que deveriam ser incorporados na alimentação, como por exemplo, algas marinhas para pessoas que viviam em regiões montanhosas e que sofriam de bócio, fígado de carneiro e de boi para pessoas que sofriam de hemeralopia (cegueira noturna), etc.

Foi também um Alquimista Taoista, que procurava nas ervas remédios para expelir demônios (pois acreditava que diversas moléstias orgânicas possuíam uma origem espiritual), incluindo feitiços e fórmulas de ervas com preparados alquímicos tóxicos (pois para ele o veneno de determinadas substâncias poderiam curar definitivamente determinadas desarmonias).

Ele foi chamado de “Rei da Medicina Chinesa” por médicos tradicionais chineses e muitas vezes descrito no folclore ou em histórias populares, como na lenda do taoista que montava um tigre e que alcançou a imortalidade após dedicar a vida a salvar pessoas e a ensiná-las “o caminho do cultivo interior”.  

O que sabemos com certeza é que ele nos legou duas das mais valiosas enciclopédias na história da Medicina Tradicional Chinesa. Os dois livros são “Prescrições essenciais para emergências que valem mil liang [unidade chinesa de peso] de ouro” (Qian Jin Yao Fang) e “Suplemento às prescrições essenciais para emergências que valem mil liang de ouro” (Qian Jin Yi Fang). Eles contém informações úteis da literatura médica ancestral, além da própria experiência clínica de Sun Simiao. O objetivo da sua obra era permitir que cada família aprendesse e transmitisse seu conhecimento.

A partir de Sun Simiao, as mulheres passaram a ter enorme prioridade em seus tratamentos: ele afirmava que “a razão pela qual existem prescrições separadas para as mulheres é que elas engravidam, dão à luz e sofrem lesões no útero. É por isso que os distúrbios das mulheres são dez vezes mais difíceis de serem curados que os dos homens”. Assim, estabeleceu-se a base para a medicina tradicional da mulher. Isso fez crescer os recursos para tratamento de diversas patologias femininas. 

A partir da criação dos seus livros, sabemos que Sun Simiao dedicou grandes esforços aos estudos farmacológicos, incluindo a coleta e o processamento de ervas medicinais, à identificação de suas características, fórmulas e à aplicação clínica.

O livro “Qian Jin Yao Fang” consiste em mais de 5.000 prescrições e abrange teorias médicas e experiência clínica, incluindo medicina interna, cirurgia, ginecologia e pediatria. Ele cobre a desintoxicação, a ajuda de emergência, a preservação da saúde, a alimentação terapêutica, acupuntura e massagem e é uma coletânea magnífica do desenvolvimento da medicina chinesa antes da Dinastia Tang.

A obra “Qian Jin Yi Fang” contém cerca de 3.000 prescrições e cobre ginecologia, pediatria, acidente vascular cerebral, acupuntura e muitos outros aspectos da medicina. É um suplemento detalhado, essencial e útil ao “Qian Jin Yao Fang”. Ela descreve mais de 800 ervas e, entre elas, mais de 200 vêm com informações detalhadas sobre como coletá-las e processá-las.

De acordo com Sun Simiao, o que causa desastres naturais são distúrbios do yin e yang. Da mesma forma, doenças humanas também são devido a distúrbios do yin e yang no corpo humano e podem ser normalizados com tratamentos.

Sun Simiao tinha em alta estima o cultivo de ética médica. Em seu livro, ele salientou, “Quando um grande médico trata um paciente, ele deve se concentrar, acalmar-se e estar livre de desejos e buscas. Ele precisa ter um coração compassivo e estar disposto a ajudar aqueles que sofrem.”

O espírito humanitário de Sun Simiao é digno de ser imitado e promovido por e entre as pessoas de todos os tempos!

“Mestre, no que depender de mim, sua escola será sempre reverenciada e eternizada!

Minha singela homenagem a este médico incrível, fonte da minha inspiração para praticar a medicina tradicional chinesa e para desenvolver meus cursos! Sua escola será sempre reverenciada em todos os meus atendimentos e em todos os meus cursos!”

Professor Fernando Braga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *