Depressão – Acabe com ela com a Fitoterapia Chinesa e Brasileira!

Tempo de leitura: 1 minuto

E se a Depressão pudesse ser tratada de outra forma? E se ela não for um problema tão relacionado com Neurotransmissores? E se ela não tiver nada a ver com Herança Genética? Você acreditaria? Ou iria preferir viver na crença de que antidepressivos químicos e consultas rotineiras a psiquiatras ainda podem garantir uma qualidade de vida mínima?

Os número falam por si mesmo. É uma doença fora de controle no mundo todo. Em 2005 eram 264 milhões de pessoas; em 2015 já eram 322 milhões. No Brasil já são mais de 11 milhões de pessoas sofrendo com a Depressão. Apesar da indústria farmacêutica lançar cada vez mais antidepressivos de última geração, os números crescem ano a ano cada vez mais fora de controle!

Mas existem alternativas! Muito eficazes porém pouco divulgadas! A Medicina Tradicional Chinesa trata a Depressão de outra forma: para ela, quando surge a depressão, muito antes surgiu a fraqueza, a sobrecarga emocional, a desnutrição. De forma que pessoas depressivas, antes de mais nada estão desvitalizadas, desnutridas, sobrecarregadas emocionalmente e provavelmente intoxicadas também. E com isso tomar remédios químicos, não basta. É preciso fazer um saneamento básico. É preciso reequilibrar e reerguer o organismo! Oferecer a ele ervas que aumente a Vitalidade, a Nutrição, ervas que controle a ansiedade, ervas que combatam a Tristeza, ervas que desintoxiquem… Sim, estas ervas existem! E quando bem dosadas, quando combinadas e indicadas para quem está sofrendo, elas representam um grande alento! E uma saída definitiva da Depressão!

Eu criei um workshop 100% Online, que você pode assistir da sua casa, onde ensino a fundo como Combater e Acabar com esta terrível doença! Se você quiser conhecer este Plano B Maravilhoso, de resultados rápidos, clique no botão abaixo e comece a mudar sua vida! Ela tem cura, de forma 100% Natural!

Um abração!

Professor Fernando Braga

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *